Retorno gradual

opinião

Ezequiel Neitzke

Ezequiel Neitzke

Jornalista

Coluna esportiva

Retorno gradual

Por

Lajeado
Imec - Lateral vertical - Final vertical

Com o governo estadual flexibilizando os esportes coletivos, as entidades que organizam os campeonatos começam a se movimentar e projetam o retorno dos torneios. A mais adiantada é a Liga Serrana, em Venâncio Aires. Segundo Jarles Dreissig, organizador do torneio, a previsão é de voltar no dia 10 de outubro. Quem também deve voltar em outubro são os municipais de Arroio do Meio e Teutônia.

Os demais organizadores estão receosos quanto a volta e vão esperar o melhor momento para o retorno. Acredito que essa volta seja mais delicada do que pareça ser. Uma vez que as pessoas que trabalham na retaguarda na copa, cozinha e cobrando ingresso, na maioria dos casos são tudo grupo de risco. Torcemos para que o futebol volte com segurança, pois estamos com saudade de ver a bola rolando nos gramados da Região.


Treinamento

Árbitros de Teutônia que pertencem a Liga Gaúcha se organizaram e realizaram um treinamento com Fernando Henz, um dos principais árbitros de futsal do país.


Craques do Vale

Hoje o quadro segue com Wolnei Caio, ou mais conhecido como Caio. Natural de Roca Sales, o meia-direita que defendeu o Grêmio, a Portuguesa, o Cruzeiro e outros times nos anos 90 e 2000, pendurou as chuteiras em setembro de 2007. Ele relembra a carreira e analisa as diferenças do futebol nos últimos anos.


Movimento

Nessa terça-feira, treinadores que lideram o movimento Todos Pelo Futebol Gaúcho, se reuniram com representantes de clubes para apresentar a proposta e ouvir sugestões sobre como melhorar o futebol do interior gaúcho nos próximos anos. Paulo Porto, Fabiano Daitx, Cristian de Souza e Fabiano Borba conversaram com Jair Eich (presidente do Avenida), Everton Giovanella (presidente do Lajeadense) e Jonas Costa (diretor do Guarani-VA).

O movimento Todos Pelo Futebol Gaúcho surgiu através de uma necessidade de buscar soluções para melhorar as condições de todas as pessoas envolvidas neste processo. São três aspectos que o movimento quer debater: formação de atletas, gestão nos clubes e calendário. O movimento Todos Pelo Futebol Gaúcho pretende realizar mais encontros com dirigentes dos clubes do interior.