Reforma tributária

“A proposta é muito ruim e qualquer emenda só piora”

Opinião é do deputado estadual Edson Brum ao analisar as mudanças na proposta de reforma tributária encaminhada à Assembleia Legislativa

Por

“A proposta é muito ruim e qualquer emenda só piora”
Brum participou do programa Frente e Verso na manhã de hoje. FOTO: Assembleia Legislativa
Estado

Empresas vão sair do estado se a proposta passar, afirmou o deputado Edson Brum em entrevista ao programa Frente e Verso da manhã de hoje. Na opinião dele, as emendas alterando a proposta da reforma tributária deixaram o projeto ainda mais oneroso ao contribuinte.

Conforme ele, as mudanças propostas em emenda castiga ainda mais a população. “Já disse desde o começo. A proposta é muito ruim e qualquer emenda só piora”, aponta.

O deputado cita o aumento do ICMS para comunicações e energia que passou de 25% para 27%. Reforça ainda aumentos na cesta básica com produtos que antes não tinham taxação e agora poderão ter 12% de imposto. Outra mudança questionada é a elevação de até 4% no IPVA.

Brum defendeu ainda que não há necessidade de aumento nos tributos. Conforme ele, o governo estadual recebeu R$ 5 bilhões a mais em 2020 com mudanças no aumento do IP na reforma da previdência, auxílios do governo federal em meio à pandemia e aprovação do uso do fundo previdenciário. “Leite tem dinheiro para três folhas de pagamento, algo que nenhum dos últimos governadores teve”, acrescenta.

Mesmo em ano de crise, enchente e seca, Brum reforça a arrecadação de R$ 180 milhões a mais em agosto desse ano se comparado com o mesmo mês de 2019. “Por que ainda meter a mão no bolso do cidadão e prejudicar os empreendedores?”, questiona.

Ouça a entrevista completa no link: