opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

A Carta de Compromisso

Por

Vale do Taquari

A Carta de Compromisso assinada pelo prefeito Marcelo Caumo (PP) durante a campanha de 2016, se comprometendo a não ir à reeleição, entrou de vez na pauta dos pré-candidatos em Lajeado. Ontem, a pré-candidata a prefeita pelo MDB, Márcia Scherer, compartilhou um vídeo um tanto provocativo. Aliás, bastante provocativo. “Pessoas que não cumprem o que prometem são comuns na política. Isso já não me causa mais espanto”, disparou.


A Carta de Compromisso II

Em um vídeo divulgado na sexta-feira passada, Caumo afirmou que “mudou de ideia” em relação à Carta de Compromisso assinada em cartório. Márcia Scherer não poupou palavras e bateu forte no atual prefeito. “Não se trata da promessa em si, mas o que ela representa: o abuso da confiança, a falta de compromisso e o pouco de valor dado às pessoas que acreditaram no projeto porque estava amparado por uma assinatura em cartório”, provocou.


A Carta de Compromisso III

O vídeo com a pré-candidata do MDB em Lajeado foi divulgado nessa terça-feira, exatos dois meses antes do pleito. A partir de agora, estão ainda mais claras as estratégias da Situação e da Oposição. Os Progressistas e aliados vão tentar, a todo custo, naturalizar e normalizar o compromisso não cumprido. Do lado oposto, os opositores vão esgotar ao máximo o assunto, tentando desconstruir a frágil tese de normalidade sobre o fato.

Expliquei às meninas o que é esse papel.”


A Carta de Compromisso IV

A pré-candidata também tocou em um tema delicado: a família. Em seu vídeo, Caumo explica às três filhas sobre o compromisso desfeito. E Márcia Scherer pegou pesado. “Muito pior é usar a família para fugir de uma promessa de campanha. Usar a inocência das crianças em um vídeo dissimulado para justificar que é possível não cumprir o que foi prometido. A natureza não me deu filhos. Mas, se eu tivesse, eu ensinaria sobre os valores da ética e da verdade.”

É usar a inocência das crianças.”


A Carta de Compromisso V

Resta saber como será a resposta de Caumo. A frase sobre as filhas do atual prefeito perpassa os limites da política de boa vizinhança. É um convite à guerra. E eu não vejo com bons olhos esse detalhe. Uma coisa é atacar o agente público. Outra coisa é atingir o pai de família. E se Marcelo Caumo errou ao optar por um vídeo absolutamente impessoal para justificar a quebra de um compromisso, Márcia Scherer erra ainda mais ao atacar a vida pessoal do gestor.


A Carta de Compromisso VI

Não cumprir uma promessa tão audaciosa como essa é algo que ficará marcado para sempre “na paleta” do atual prefeito. Não há como romantizar essa decisão de concorrer novamente. Muito menos com um vídeo comercial e sem qualquer pedido de desculpas. E Caumo terá que lidar com isso. Vencendo ou perdendo o pleito, ou mesmo diante de uma eventual boa gestão entre 2021 e 2024, a Carta de Compromisso acompanhará a vida pública do gestor.


Do PT para o PP

Ex-presidente municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em Lajeado, e ex-assessor parlamentar do vereador Sérgio Kniphoff (PT), Carlos André Nunes foi contratado como Cargo Comissionado (CC) na prefeitura governada pelo PP. A nomeação foi publicada essa semana no Diário Eletrônico do município. E a mudança repentina atiçou os bastidores da política.


Do PT para o PP II

Carlos André Nunes não foi o primeiro petista a trocar radicalmente de casa nos últimos anos. Em 2017, por exemplo, o então petista Heitor Hoppe – ex-presidente da Câmara de Vereadores – foi nomeado coordenador da Defesa Civil no governo de Marcelo Caumo (PP). Agora, e quase quatro anos após deixar o PT, Hoppe é pré-candidato a vereador pelo PP.


Assessores

É triste ver assessores parlamentares ou CCs atuando de forma integral nas campanhas. E muitos cobram valores próprios para atuarem como consultores ou coordenadores durante o período em que deveriam prestar serviços ao ente público. Ou seja, ganham em dobro para desrespeitar o dinheiro do pagador de impostos. É a tal “nova política” a pleno aqui no Vale.


Volta às aulas

Nessa terça-feira, a cidade de Lajeado registrou as primeiras crianças de volta ao ambiente escolar. De forma ainda tímida, é bem verdade. Mas é um necessário recomeço. Logo chegará a vez dos alunos maiores, e também das escolas públicas. É um caminho sem volta. E quem é contra tem todo o direito de ficar em casa. De preferência, sem atrapalhar quem quer voltar.


Emendas

Eu vou contar uma novidade para alguns. Não é preciso ser vereador, prefeito ou qualquer outro cargo eletivo para reivindicar recursos via emendas parlamentares. Qualquer ser humano está capacitado para tal. Isso não é ou nunca foi premissa ou função de vereador. Emenda, a bem da verdade, é um excelente mecanismo para alimentar redutos eleitorais.