opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

A Carta de Compromisso

Por

Lajeado

O prefeito de Lajeado lançou um vídeo em suas redes sociais falando sobre a famigerada e polêmica promessa de 2016. Eu explico. Marcelo Caumo assinou uma Carta de Compromisso se comprometendo a não concorrer à reeleição. E foi além. Ele fez questão de registrar em cartório o arrojado documento. Com a decisão de concorrer em 2020, ele descumpre o compromisso. E obviamente isso deve ser amplamente utilizado pela oposição.


Carta de Compromisso II

No vídeo, cuja produção impressiona pelo profissionalismo, Caumo afirma que “mudou de ideia” em relação ao compromisso assinado em 2016. Soou estranho. Há um oceano de diferença entre não cumprir um compromisso firmado com o eleitor e simplesmente “mudar de ideia”. Claramente, a equipe que trabalhou na produção do requintado vídeo busca naturalizar o fato. A equipe tenta minimizar a – antes audaciosa – promessa não cumprida.


Carta de Compromisso III

“Como pode acontecer a qualquer pessoa diante de um novo cenário, mudei de ideia e voltei atrás no desejo de fazer apenas um mandato na condução da nossa cidade”, escreve o prefeito no Facebook. Nos comentários, muitos correligionários com palavras de incentivo. Muitos replicando as palavras do prefeito: “mudar de ideia”. E outros tratando o fato como uma mera “mudança de opinião”. E essa parece ser mesmo a estratégia da Situação.


Carta de Compromisso IV

Mas a estratégia vai além da normalização. Permeia o romantismo. Utilizando-se da pandemia e da enchente, a equipe transformou a quebra de um compromisso em algo nobre. Heroico, na visão de correligionários. Soou estranho, reforço. Caumo errou e acertou em seu governo, e tem méritos próprios para concorrer. Mas a sua primeira manifestação sobre o tema poderia ter sido menos comercial. Embelezar tal fato, definitivamente, não pode ser o caminho.


(in) Definições

Em Estrela, a principal expectativa gira em torno do nome do pré-candidato a vice na chapa do pré-candidato a prefeito Elmar Schneider (PTB). Entre os nomes ventilados, a ex-primeira dama Mariza Brönstrup (PSD) – e também a filha dela, Martina Brönstrup – e o empresário Márcio Lehnen. As convenções do PTB e do PSD ocorrem no dia 16. Já em Encantado, Celso Cauduro (MDB), Luciano Moresco (PT), Jonas Calvi (PTB) e Gustavo Mezzomo (MDB) disputam uma vaga de pré-candidato a vice na chapa do atual prefeito Adroaldo Conzatti (PSDB).


Patrimônio intelectual

A qualidade e originalidade do trabalho de um respeitado publicitário gaúcho “inspirou” alguns “publicitários” do Vale do Taquari, mais especificamente em Bom Retiro do Sul. Por lá, um vídeo lançado nas redes sociais do pré-candidato a prefeito do PP, Roberto de Quadros, chamou a atenção pelas semelhanças com um vídeo produzido para um pré-candidato a prefeito de Gramado. Agora, o autor do produto original aguarda uma retratação pública.

De acordo com a Coordenação Regional do PP, o pré-candidato desconhecia o conteúdo original – o que é bem plausível –, e o vídeo com as semelhanças teria sido produzido por um grupo de “jovens apoiadores voluntários”. O autor do produto original já prestou e segue prestando serviços para diversos partidos e candidatos na região, e reforçou nas redes sociais a importância de resguardar o valor do patrimônio intelectual nas mais diferentes esferas.


Oposição em Lajeado

O MDB vai confirmar amanhã os nomes de Márcia Scherer e Paulo Adriano da Silva – o Paulo Tóri – para concorrer na majoritária. É chapa pura, tal como o PP de Marcelo Caumo e Gláucia Schumacher. A dobradinha entre a ex-delegada e o vereador não era o plano A da oposição. Resta saber até que ponto isso vai influenciar no comprometimento dos apoiadores.


Oposição em Lajeado II

Antes de fechar com Paulo Tóri, o MDB havia estipulado duas frentes para tentar vencer o PP em novembro: Sérgio Kniphoff (PT) e Carlos Ranzi (MDB). Os vereadores, entretanto, e por diferentes motivos, rechaçaram a posição de pré-candidato a vice-prefeito ao lado de Márcia Scherer. Mais uma vez, resta saber o impacto disto sobre todos os demais apoiadores.


Oposição em Lajeado III

Com estes movimentos, e com o PT de fora da briga na majoritária, Daniel Fontana (PSB) surge como a única via de esquerda neste pleito. O advogado e pré-candidato a prefeito definiu o pré-candidato a vice, será Felipe Klaus (PSB), filho do ex-presidente da Câmara de Lajeado, Márcio Klaus. Aliás, o que houve com o PT lajeadense?