Pleito eleitoral promete disputas acaloradas na região

opinião

Adair Weiss

Adair Weiss

Diretor Executivo do Grupo A Hora

Coluna com visão empreendedora, de posicionamento e questionadora sobre as esferas públicas e privadas.

Pleito eleitoral promete disputas acaloradas na região

Por

Lajeado

Embora os prefeitos em reeleição estejam com certa vantagem por conta da superexposição provocada pela covid-19, o pleito eleitoral 2020 promete esquentar. Em Lajeado, o prefeito Marcelo Caumo (PP) possivelmente vai quebrar a promessa de campanha, quando assinou documento e gravou vídeo em frente ao cartório eleitoral, assegurando não concorrer à reeleição. A oposição ainda está “extraviada”, tentando se reunir.

Enquanto a delegada Márcia Scherer (MDB) está confirmadíssima para concorrer ao pleito de 2020, o seu partido ainda procura um vice fora da sigla. O nome do médico e vereador Sérgio Kniphoff do PT está na preferência.

Problema é que o petista também tem pretensão de concorrer a prefeito. Ou seja, a mesma intenção do MDB move o PT: ser cabeça de chapa.

Tanto emedebistas quanto petistas sabem que necessitam unir forças para enfrentar o atual prefeito, pré-candidato à reeleição, com Gláucia Schumacher (PP) de vice. Uma provável divisão das oposições facilita as coisas ao PP.

Uma outra via, encabeçada pelo advogado Daniel Fontana (PSB), foi a segunda a se apresentar. Os opositores de Caumo dizem que Fontana é “estratégia” da situação para fragilizar a oposição. Ele nega, diz que é alternativa real no eleitorado mais humilde.


A vez da delegada

Márcia Scherer (MDB), pré-candidata a prefeitura de Lajeado, entra na campanha neste ano mais preparada e melhor orientada. Com tom mais alinhado às mazelas locais, discurso orientado à eficiência da gestão pública e crítica ponderada aos pontos fracos do atual governo, Márcia traz uma retórica bem mais articulada do que em 2016. E afirma ser esta a sua oportunidade para mostrar uma alternativa de governo.

Esta semana, em visita ao A Hora, Márcia Scherer mostrou disposição, conhecimento e domínio sobre temas prementes na gestão pública. Determinada a desenvolver iniciativas corajosas, como mobilidade urbana, a pré-candidata do MDB só contrasta com o fisiologismo emedebista comum no país, inclusive, em Lajeado.

Além do enorme desafio que é vencer as eleições, a delegada terá de ter muito pulso para executar suas ideias numa eventual vitória, já que a intenção de austeridade e retidão não agrada a todos, ainda mais em uma cidade onde o vício político reina à base da troca de favores e cargos.


Cenário acirrado em Estrela

Pelo menos sete pré-candidatos se apresentam no segundo maior colégio eleitoral. Os nomes expoentes e pré-definidos até aqui, em Estrela, são do ex-secretário da Saúde, Elmar Schneider (PTB), do atual vice-prefeito, Valmor Griebler (PL) e do Comandante César (MDB). Dado Wagner (PSL) deve integrar uma quarta via.
Muita água ainda vai passar por debaixo da ponte. O trocadilho é alusivo às possíveis mudanças de rota, inclusive, de algum dos partidos acima citados abrirem mão da cabeça de chapa em favor de outro.
PTB e MDB têm conversado sobre esta possibilidade. Se isso ocorrer, pode haver desequilíbrio de forças, o que tende a forçar outras alianças.


Pesquisas encomendadas

Circulam nos bastidores, de praticamente todas as cidades da região, pesquisas contratadas por partidos políticos. Em Lajeado, os números são cômicos para não dizer outra coisa. Quase todos os contratantes apresentam números favoráveis aos seus pré-candidatos.

Como a divulgação de pesquisas eleitorais sem registro é proibida, as redes sociais como Whatsapp são o local para espalhar a informação favorável ao próprio interesse.

Registradas

O Grupo A Hora contratou o Instituto Methodus de Porto Alegre para realizar 11 pesquisas eleitorais nas cidades de Lajeado, Estrela, Teutônia, Encantado e Arroio do Meio.

As pesquisas serão divulgadas pelos canais do Grupo A Hora, no jornal, portal e rádio.