Nossos clubes

De Forquetinha para o Vale

Nacional FC leva o nome da cidade para diversos locais do Rio Grande do Sul

Por

De Forquetinha para o Vale
Equipe está disputando a Copa Integração - Foto: João Jung/Divulgação
Vale do Taquari

Fundado em 15 de novembro de 1962, o Nacional Futebol Clube está localizado na Vila Prass, em Forquetinha. O clube busca retomar as glórias do passado e projeta voltar ao Regional Aslivata.

Presidido por Alécio Feil, o “Pelé dos Vales”, o time é tricampeão da categoria aspirante do Regional Aslivata, mas engana-se quem pensa que somente o futebol movimenta o clube.

A equipe tem um departamento de bocha e um de bolão que são muito atuantes, conquistando vários títulos pelo Vale do Taquari. “Difícil alguém nunca ter ouvido falar do Nacional”, conta Feil.

Natural de Canudos do Vale participa ativamente do Nacional, desde 1984, mas nunca ganhou título com a equipe. “Nunca ganhei titulo municipal, o que tenho foi com o rival, o Arroio Alegrense (risos). Então vamos tentar agora como presidente, ver se montamos um time capaz de ser campeão.”

Quais as ações que vocês fazem para movimentar a sede?

Alécio Feil – Hoje em dia não é fácil manter um clube. A única fonte de renda que mantém o clube em pé, é a nossa festa que fazemos em janeiro que é a Festa dos Amigos do Nacional. Vendemos cartões e oferecemos bebida e comida liberada. Sortearemos vários prêmios, é uma fonte de renda para manter o clube em pé.

Qual a importância do clube para a cidade?

Feil – Ele é fundamental para a cidade. A gente consegue manter alguns que querem correr atrás da bola, mas não está fácil. Hoje em dia tem várias outras modalidades esportivas, mas o futebol é uma maneira de manter o pessoal longe da criminalidade. Outra coisa que a gente mantém bem forte é o veterano. Ele foi fundado em 1982, temos jogos todos os sábados, o ano todo. Outra curiosidade nós temos um único treinador até o hoje que é o Élio Schwingel. Ele é o único secretário, desde quando o clube foi fundado. Temos uma diretoria bem formada e isso é muito importante para manter o clube em ordem, temos que ter uma diretoria unida.

Como é fazer futebol em uma cidade pequena como Forquetinha?

Feil – É bem difícil. Anos atrás era mais fácil. Jogávamos mais o Regional. Hoje jogamos a Copa Integração que é entre os municípios pequeninhos. Agora com essa pandemia está tudo parado. Montamos um time para buscar o título neste ano. Pensamos em retornar para o Regional, essa era a ideia. Resta saber como vai se comportar a pandemia. Outra situação importante é que a gente sempre recebe uma ajuda da prefeitura, que ajuda na medida do possível, então é muito importante essa ajuda.

O que falta para o nacional conquistar o título na categoria titular. E possível?

Feil – É um sonho isso, inclusive estamos correndo para conquistar ele. Em 2002, era um dos melhores times que tínhamos, o time veio inteiro da Marcopolo, chegamos bem perto na ocasião, mas fomos eliminados para o Juventude, de Venâncio. Outros anos montamos bons times com o Sírio Pereira Duarte, mas não deu certo. A Aslivata tem que liberar mais atletas de fora, do jeito que está fica difícil para os clubes de cidades pequenas, pois não têm tantos jogadores da casa. Fica difícil de montar uma bela equipe. Se um time da cidade pequena tem patrocinadores, tem que deixar investir. Para nós aqui de Forquetinha fica difícil achar jogadores de alto nível, temos alguns sim, mas não o suficiente.

Qual a projeção para 2020?

Feil – Pois é, estamos na expectativa se começa a liberar o futebol. Vamos primeiro terminar o Integração. Não sei o que a Liga vai faze e se sair o Regional vamos jogar. É por aí a coisa, estamos aguardando. O clube anda com os pés no chão, não fazemos loucura. Financeiramente estamos bem, tem tudo pago, temos que manter a nossa estrutura. Estamos muito bem com dinheiro em caixa, temos que continuar fazendo futebol com os pés no chão.

Ficha técnica
Nome: Nacional Futebol Clube
Fundação: 15/11/1962
Localização: Estrada Bauereck. Vila Prass, em Forquetinha
Títulos:
Tricampeão Regional na categoria aspirantes (2002, 2005 e 2012)
Supercampeão Regional aspirante (2012)
Campeão Municipal de Lajeado (1982)
Campeão veterano do Centenário de lajeado em 1991