segurança pública

Lajeado projeta cinco “zonas seguras” para a próxima semana

Um alerta que funcionará “como uma sirene de viatura” será instalado junto a câmeras de segurança. A ideia é afugentar possíveis criminosos desses lugares

Por

Atualizado sexta-feira,
31 de Julho de 2020 às 18:28

Lajeado projeta cinco “zonas seguras” para a próxima semana
Muda o conceito de videomonitoramento, para câmeras preventivas. Foto: Divulgação
Lajeado

Flashes de luz serão instalados junto a cinco câmeras de segurança do município na próxima semana. O projeto, denominado “zonas seguras” tem como objetivo coibir ações criminosas nestes locais.

A instalação dos alertas é parte de um método diferente no combate a criminalidade. Segundo, o Secretário de Segurança Pública de Lajeado, Paulo Locatelli “Nesse momento, serão utilizados conceitos já adotados em cidades como Londres, que também optou por trocar o conceito de Câmera investigativa para câmera preventiva”.

O equipamento, portanto, pretende realizar um “patrulhamento ostensivo”, sem necessariamente a presença de viaturas e equipe policial.

Lajeado será pioneira no projeto, que engloba outros 35 municípios gaúchos. Os próximos municípios, depois de Lajeado, serão Tramandaí, no Litoral Norte, São Sepé, na região Central, e Canela, na Serra Gaúcha.

O programa “Zona Segura” é desenvolvido, em conjunto pelas prefeituras e técnicos de segurança, “como uma forma de devolver os espaços públicos ao cidadão”, prevê o Secretário de Segurança Paulo Locatelli. “Se, por exemplo, tu quiser passear com o teu filho a noite, vai saber que ali é um lugar seguro”, acrescenta.

O secretário não quis divulgar os pontos onde os flashes de luz azul serão adicionados às câmeras antes da instalação dos equipamentos. “Os equipamentos estão prontos, só falta concluir a instalação em todos os cinco pontos”, revela Locatelli