opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Que vergonha!

Por

Lajeado

Uma vergonha. A pesquisa apresentada pelo Gabinete de Crise do Governo Estadual serve para refletirmos um pouco mais sobre o nosso comportamento coletivo. A pesquisa apresentada pelo governo do Estado retrata uma realidade vergonhosa para uma ala presunçosa da nossa região, que insiste em andar acima da lei e dos bons costumes, desrespeitando regras básicas de convivência comunitária. A pesquisa mostra que somos a pior região nos índices de isolamento social. Uma vergonha!

O índice de distanciamento social do Vale do Taquari entre os dias 19 e 25 de julho foi de 36,9%. Em todo o Estado, o índice médio foi de 41,4%. Mas o Estado “ostenta” a 10º colocação entre os melhores índices nacionais. Ou seja, estamos bem, mas bem abaixo do que é considerado o ideal pelos especialistas. Esse índice de pessoas que buscam evitar aglomeração é medido semanalmente a partir do monitoramento de aplicativos em celulares, com base em dados disponibilizados pela empresa InLoco. E não adianta culpar a empresa. A culpa é nossa!

A culpa é nossa e o baixo índice está ligado aos nossos finais de semana. Ou seja, é preciso maior cuidado. Em Lajeado e região, a média durante o fim de semana foi de 43,2% de adesão ao distanciamento social. Menos da metade. Já nos dias da semana, quando o trabalhador precisa deixar o seu lar para inevitavelmente buscar o ganha-pão – e quando o “relaxamento” é compreensível –, a média caiu para 34,4%.

O problema, visivelmente, está na baixa adesão da sociedade aos sábados e domingos. Menos da metade da nossa população respeitou as regras básicas de isolamento social durante o fim de semana. E não estamos falando de regras tão duras. O que se pede, ou o que se suplica, é que as pessoas evitem aglomerações. Evitem espaços públicos onde historicamente ocorrem aglomerações. Evitem a propagação do vírus enquanto a nossa estrutura de saúde ainda estiver na berlinda, e enquanto a sonhada vacina estiver distante. Evitem, por favor!

Resolver isso é crucial para evitarmos a bandeira vermelha ou mesmo o temido e inviável lockdown. Depois do leite derramado, meus amigos, não adianta mais chorar!


Inocuidade

O acalorado “debate” sobre a Reforma Tributária no RS entre Waldir Blau (MDB) e Ernani Teixeira (PP), durante a sessão dessa terça-feira, é a síntese da inocuidade que impera em parte dos legislativos. A Câmara de Lajeado custa milhões de reais por ano e o público tem apenas uma sessão semanal para acompanhar a produtividade. Nessa semana, e diante do infame bate-boca, o presidente Lorival Silveira (PP) não teve alternativa que não fosse à suspensão da reunião plenária por 15 minutos. Só assim para evitar novos “argumentos” contra o atual e o ex-governador, tais como “safado”, “sem-vergonha”, e por aí vai…


Monitoramento

A pesquisa sobre adesão ao distanciamento social conta com a tecnologia da empresa Inloco. Para tal, um software coleta dados de dispositivos móveis por meio da integração com aplicativos parceiros, que são solicitados a referenciar a Política de Privacidade da InLoco em seus respectivos Termos de Uso ou Políticas de Privacidade. Depois que o usuário ativa a funcionalidade de geolocalização do dispositivo e aceita as permissões exigidas pelo aplicativo, a Inloco inicia a coleta de dados de localização, sem identificá-lo diretamente.