opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Precoce!

Por

Lajeado

O Kit-Covid-19 para tratamento precoce do novo coronavírus – que inclui alguns medicamentos e entre esses a polêmica Cloroquina – está longe de ser uma unanimidade entre médicos do Vale do Taquari. Em Lajeado, essencialmente, as divergências nos bastidores da medicina são ainda mais evidentes e acaloradas. São posicionamentos técnicos e clínicos e, por vezes, até os doutores caem nessa onda politiqueira. Mas a divergência é essencialmente médica. E o assunto é sério.

Na semana passada o Hospital Bruno Born (HBB) lançou uma nota à imprensa, se posicionando de forma discreta – porém objetiva – sobre o kit proposto pelo governo lajeadense. A direção da entidade salientou que “tem como premissa básica a autonomia do médico e do paciente e/ou responsáveis, de acordo com o Código de Ética Médica”, e que “não determina uma padronização – com relação ao protocolo municipal – de tratamentos de pacientes infectados por coronavírus”.

Mídias estaduais utilizam o case lajeadense como um exemplo de sucesso da cloroquina no tratamento precoce contra a Covid-19. Essencialmente junto ao Presídio Estadual da cidade. Em blogs da capital gaúcha, o Kit é tratado como milagroso. Mas não há qualquer comprovação científica sobre a eficácia da cloroquina entre os presos. O que se percebe a olho nu – e essas conclusões todas são a olho nu – é que o presídio seguiu a mesma premissa de outros tantos locais, mesmo com a descontrolada aglomeração: a maioria escapa, e uma minoria é internada.

Ora, se não queremos politizar o debate sobre o uso ou não da cloroquina, não podemos nos permitir essas conclusões tão precoces, certo? Não podemos afirmar, neste momento, se a tal cloroquina funciona ou não. Podemos até torcer, é claro. Mas não podemos incentivar o uso de forma tão apaixonada ou gastar fortunas sem uma certeza mais concreta. E tampouco podemos torcer contra ou condenar, de antemão, a tentativa e a perspicácia de quem ainda vê esperança na cura precoce.

Na dúvida, escute um médico. Ou dois. Ou mais.


Sala de Acolhimento ao Turista

A Amturvales quer uma nova reunião com o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado, Rodrigo Lorenzoni. Agora, presencial. Na pauta, incentivos para a implantação de uma Sala de Acolhimento ao Turista junto ao Parque Histórico de Lajeado. O projeto arquitetônico está pronto. A estrutura prevê exposições de fotos, artes e patrimônio cultural; apoio para degustação da gastronomia local; painel de consulta interativo; e o material regional de apoio turístico.

Questionado sobre as demandas, Lorenzoni reforça o que já afirmou durante videoconferência com a Amturvales. “A reabertura de postos de atendimento ao turista faz parte da estratégia de curto prazo da Secretaria para colaborar na retomada do turismo regional. Olharemos com atenção para a região do Vale do Taquari. Além disso, assumimos o compromisso de manter o diálogo permanente com as associações e entidades ligadas ao turismo gaúcho.”


Monitoramento Regional

Forças da Segurança Pública de Lajeado trabalham “à francesa” para reagrupar a região em prol do cercamento eletrônico – o que auxilia e muito as pequenas cidades, também. Em Encantado, por exemplo, a Câmara de Vereadores avalia e certamente aprovará a transferência financeira, “por meio de subvenção social”, à Associação Lajeadense de Segurança Pública (Alsepro), no valor de R$ 11,3 mil, visando “colaborar na conclusão das obras do Centro de Monitoramento Regional, a ser operado pela Brigada Militar”.


Plano Diretor

O presidente da Câmara de Lajeado é categórico. Segundo Lorival Silveira (PP), o projeto do novo Plano Diretor será votado na próxima terça-feira. Já poderia ter sido votado, é bem verdade. Entretanto, o chefe do Legislativo foi prudente ao conceder mais um prazo para análise das emendas pelas Comissões. O interessante é que essas Comissões não estão se reunindo (presencialmente ou virtualmente) com a frequência necessária para as análises.


Isolados

Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, e o de Taquari, Emanuel Hassen – o “Maneco”, presidente da Famurs –, estão em isolamento. Caumo aguarda exame da esposa, que está com sintomas da Covid-19. Maneco teve contato com uma pessoa suspeita de estar contaminada.


Almoços

Eleitores de Estrela questionam a realização de almoços e jantares com aglomerações e presenças de políticos – novos e “velhos de guerra”. A prática, segundo eleitor que prefere não se identificar, vem aumentando nos últimos dias.