Melhorias em Lajeado

Seplan anuncia novas regras para aprovação de projetos

Taxa adicional e mais rigidez na aprovação de projetos estão entre as novidades

Por

Seplan anuncia novas regras para aprovação de projetos
Secretário Giancarlo Bervian participou do programa A Hora Bom Dia desta segunda-feira. Créditos: Laura Mallmann
Lajeado

O secretário do Planejamento e Urbanismo (Seplan) de Lajeado e arquiteto, Giancarlo Bervian, participou do programa A Hora Bom Dia, desta segunda-feira, dia 29, para apresentar os planos para o município até o fim do ano e a mobilidade urbana.

Durante os primeiros dois meses de trabalho na secretária, Bervian diz que o período é de adaptações. Entre as medidas estabelecidas pelo secretário, está o aperfeiçoando processos como a implementação da Seplan Digital.

O secretário relata que na ‘sala das pendências’, desde 2018, havia cerca de 200 processos parados por conta de pendências. “A maioria por detalhes com o proprietário ou ações do profissional. Fizemos uma força-tarefa e cerca de 180 processos já tiveram encaminhamento”, afirma.

“Para que um projeto seja aprovado, muitas vezes, ele recebe cerca de cinco apontamentos e assim, ele volta para análise. É um vai e volta que gera a morosidade. É um retrabalho que impossibilita a análise de novos projetos”, explica.

Para o mês de julho, o secretário anuncia novas medidas. Conforme ele, pedidos de habite-se, de projetos simplificados de residências, de sobrados de até quatro moradias, água e luz podem ser solicitados via digital. “Será estabelecida que os arquitetos e engenheiros da prefeitura podem realizar duas revisões, havendo a terceira, será cobrada uma taxa adicional. Queremos que os profissionais entendam que a prefeitura não está lá para revisar projetos”, afirma.

Mobilidade Urbana

Conforme Bervian, a mudança no transporte público é o primeiro passo para aperfeiçoar o projeto de mobilidade urbana. “Precisamos ter uma malha urbana maior para oferecer a comunidade”, reflete. Esclarece que estão sendo planejados terminais para que de lá, os passageiros sejam transportados via ônibus ao Centro da cidade.

Na análise da primeira semana do transporte coletivo, verificou-se que existiam linhas que desviavam das ruas obrigatórias, revela o secretário. “Foram analisados quais os principais pontos para encontrar as principais necessidades. O departamento de Trânsito trabalha junto a concessionária para adaptar e aperfeiçoar o trabalho”, relata.

Ciclovias

Em uma pesquisa realizada sobre as ciclovias, conforme o secretário, houve uma aceitação muito grande referente a ciclovia. Ele relembra que 66% dos entrevistados mostraram interesse em utilizar essa forma de transporte. Desse público, 24% apontaram que se deslocariam de bicicleta e 42% afirmaram que utilizariam o meio de transporte se houvesse segurança.

Bervian reflete que é necessário um estudo aprofundado e técnico para que o sistema seja efetivo.

Plano Diretor

A expectativa do secretário é que o Plano Diretor seja aprovado até o fim do ano. “Existe uma boa vontade de alguns e outros que não fazem muita questão. Converso com os vereadores, e alguns apontam emendas, mas acredito que será aprovado”, avalia.

O secretário afirma que o Plano já estaria aprovado caso não fosse a pandemia.

Confira a entrevista na íntegra: