opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Eleições unificadas e oportunismo

Por

Lajeado

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) realizou uma videoconferência com os presidentes e representantes das 27 Associações Regionais de Municípios do Rio Grande do Sul para debater as eleições municipais. O encontro virtual ocorreu na terça-feira. Na ocasião, os representantes foram unânimes em confirmar a inviabilidade da realização das eleições em 2020.

Prefeito de Taquari e novo presidente da Famurs, Emanuel Hassen de Jesus (PT), o popular “Maneco”, reafirmou aos microfones da Rádio A Hora a posição da entidade sobre o pleito de outubro: eles querem a suspensão das eleições e a unificação com a disputa presidencial e governamental, em 2022.

Com isso, os atuais prefeitos – incluindo Maneco – e vereadores ganham de presente mais dois anos de mandato, e quem está no primeiro mandato ainda terá possibilidade de concorrer à reeleição – Maneco já está no segundo mandato, e não poder concorrer novamente. Tudo em função da pandemia, dizem. A bem da verdade, essa tentativa de alterar drasticamente o calendário eleitoral em meio a este cenário de incertezas é oportunismo puro.

O debate sobre a unificação das eleições é antigo. E complexo. Os mais sensatos projetam apenas a suspensão do processo até dezembro de 2020, ou, em um cenário mais drástico, até 2021. Mas resta claro que muitos prefeitos e vereadores fazem um forte lobby em causa própria, na busca por mais tempo no poder. Parafraseando o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, querem aproveitar a pandemia para “ir deixando a boiada passar”.


Sons coletivos!

Muito interessante o projeto “Live Bandas Locais”, realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo de Estrela. Batizado de “Bailinho Do Beto”, o evento virtual ocorre hoje, das 20h às 22h, e pode ser acompanhado na página do Facebook da própria Secultur, com retransmissão na fanpage da Prefeitura de Estrela. O show vai reunir os músicos Beto Rosa  (voz, violão e guitarra), Rodrigo (baixo) e Rike Teixeira (bateria), que vão interpretar clássicos do rock gaúcho e nacional. Um ideia a ser replicada em outros municípios.


Problemas na saúde

É preocupante a situação em alguns bairros de Lajeado, onde os Postos de Saúde permanecem fechados em função da pandemia do novo coronavírus. Na sessão plenária da Câmara, os vereadores não pouparam críticas ao Executivo municipal. “O secretário da Saúde não gosta de pobres”, disparou Waldir Blau (MDB), que também alertou para a concentração de cirurgias eletivas e exames em atraso. A covid-19 é grave, sim. Mas a atenção aos demais pacientes precisa continuar a pleno!


Selos de segurança

Em Guaporé, o governo municipal anuncia os “Selos de Segurança”, que estarão expostos em estabelecimentos dos segmentos da Gastronomia, Comércio e Hotelaria. De acordo com o Executivo, o objetivo é “valorizar o setor que está extremamente fragilizado e sem perspectivas de crescimento.” A proposta é identificar todos os estabelecimentos que atuam dentro das normas sanitárias e protocolos de saúde e de higienização estabelecidos pelos órgãos da saúde.