opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Marcados na paleta!

Por

Vale do Taquari

A forma apressada com a qual o projeto de redução de CCs foi arquivado na Câmara de Lajeado não vai passar em branco. Vai marcar a paleta. Carlos Ranzi (MDB), Ernani Teixeira (PP), Waldir Gisch (PP), Waldir Blau (MDB), Ederson Spohr (MDB), Paulo Tóri (MDB), Neca Dalmoro (MDB), Fabiano Bergmann (PP), Nilson do Arte (PP), Sérgio Kniphoff (PT), Sérgio Rambo (PT) e até o presidente Lorival Silveira (PP) optaram pelo silêncio. Uma pena!

Foi uma sessão estranha. O parecer jurídico pela ilegalidade foi votado sem antes passar pelo crivo da Comissão de Justiça e Redação. A votação foi literalmente “no grito”. Às pressas. Ficou a impressão de que muitos vereadores queriam encerrar o quanto antes esse debate. Uma pena, reforço. A proposta, muito bem elaborada pelos vereadores Ildo Salvi (PSDB) e Mariela Portz (PSDB), reaproximaria a Câmara da realidade. Ao menos em termos de custos.

A matéria previa a redução de 43 para 24 Cargos Comissionados disponíveis no Legislativo lajeadense. Uma redução que atingiria em cheio a maior regalia disposta aos nobres edis: seus assessores particulares. Hoje, cada parlamentar possui dois funcionários próprios, com salários de R$ 4 mil e R$ 5 mil, algo bastante distante da realidade do trabalhador brasileiro. Ah, e sem necessidade de “bater ponto”. Outra discrepância para com o trabalhador comum.

Os contrários insistirão na tese do vício de origem da matéria. A proposta deveria, sim, ter partido da Mesa Diretora. Mas quando isso aconteceria ou acontecerá? Nas últimas três décadas, o eleitor lajeadense acompanha calado o aumento da máquina pública do Legislativo. Nenhum presidente apresentou qualquer proposta de redução no quadro de funcionários – e consequente economia aos cofres públicos. Por que esperar?

Salvi e Mariela acertaram em cheio ao colocar o bode na sala. Escancaram o posicionamento dos colegas que, em momento algum, demonstraram apreço ou qualquer tipo de apoio à insinuante matéria. Pelo contrário. Todos os demais parecem aliviados com o arquivamento do projeto. E com esse comportamento individualista dos nossos legisladores, a cidade de Lajeado perde a chance de economizar mais de R$ 6 milhões na próxima legislatura.

Uma pena. Salvi e Mariela ainda devem ir à Justiça para tentar anular a vergonhosa votação dessa terça-feira, e que promete ficar na história da Câmara de Lajeado. Mas de nada adianta se 13 vereadores já demonstraram total desprezo pela economia coletiva. Uma pena, mesmo. Eu, sinceramente, esperava mais de um ou outro lá dentro neste momento. Mas, como eu já disse ao vivo no programa Frente e Verso, eles foram eleitos e é preciso respeitar esse erro.


Coronavíru$

Os gastos e recursos exclusivos para o combate a covid-19 em Estrela serão esmiuçados pela Comissão Especial formada na Câmara de Vereadores. Eles querem saber exatamente o destino de recursos federais e emendas parlamentares, cujas cifras ultrapassam os seis zeros. Sobre isso é importante frisar: o governo criou um link exclusivo no Portal da Transparência.


Eterno problema…

A promotoria pública da Comarca de Arroio do Meio instaurou inquérito civil para “investigar cortes de energia elétrica, bem como apurar a deficiência na prestação de informações quando tais eventos acontecem”. O caso está sob a responsabilidade da promotora Carla Pereira Rêgo Flôres Soares (foto) e merece toda a atenção das autoridades!


Emplacamento

Ontem foi apresentado o slogan do transporte público de Lajeado. Chama a atenção o nome da cidade, todo em letras minúsculas. São os “novos tempos”, dizem. Outro fato que causou estranheza entre leitores é a placa do único veículo apresentado até o momento. Ele foi emplacado em Bento Gonçalves, cidade sede da empresa que assume a concessão. Sem titubear, o leitor provoca. “A cidade da Serra ficará com os recursos do IPVA e a nossa cidade com os buracos?” Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos…


Videoconferência e inovação

Ontem, por volta das 19h, uma videoconferência alinhou a criação de uma Secretaria de Inovação em Encantado. Participaram do encontro virtual os representantes da Câmara de Vereadores, do Governo Municipal, da UERGS e também da Secretaria de Inovação de Pato Branco (PR), onde está localizado o modelo que inspirou o Executivo municipal. Alguns parlamentares ainda aguardam mais detalhes para só então apreciarem a matéria no plenário.