O PREÇO

opinião

Hugo Schünemann

Hugo Schünemann

Médico oncologista e diretor técnico do Centro Regional de Oncologia (Cron)

O PREÇO

Por

Lajeado

Qual o preço do desenvolvimento? A máquina que o gera devolve tudo, come florestas, bebe rios, remove dunas e montanhas produzindo coisas que não sabemos bem para que servem ou sequer sabemos se queremos ou precisamos.

A máquina do desenvolvimento segue em frente petrolizando tudo, destruindo vida, destruindo equilíbrio, sujando água. A máquina do desenvolvimento tudo quer e tudo come, como se fosse possível buscar mais em outro planeta. Como se aquilo que está acabando, não tivesse fim. E suja tudo, com lixo tóxico, não reciclável, como se fosse possível jogar fora seus dejetos, presos que estão em planeta único, o nosso, onde vivemos.

A máquina do desenvolvimento nos oferece prazeres fugazes, muito além de suprir nossa necessidade, mas cobra o oceano, que se esvazia de vida e entope de lixo, cobra a riqueza das florestas que se consomem em fogo e viram pó, cobra o ar que respiramos e entrega fumaça irrespirável.

A máquina do desenvolvimento transforma nosso mundo e nos deixa atordoados, escravos que somos desses pequenos prazeres pelos quais pagamos tão caro.

A máquina do desenvolvimento, ah criatura monstruosa e tirânica, inventada por homens e devorada por alguns deles.

Quanto tempo levaremos para descobrir que o caminho não é este? Quanto tempo levaremos para perceber que extinção é para sempre e que a existência múltipla é a nossa maior riqueza e que, enfim, todas as criaturas tem direitos de viver, assim como nos?