opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

A corrida nas redes sociais

Por

Vale do Taquari

A corrida eleitoral em Lajeado segue paralelamente ao estrondo causado pelo novo coronavírus. Os quatro principais pré-candidatos a prefeito se movimentam de forma estratégica nas redes coisas. É um prenuncio do que veremos em outubro. Por ora, o petista Sérgio Kniphoff possui mais seguidores no famigerado Facebook. Por outro lado, o atual prefeito Marcelo Caumo vem garantindo maior interação com o público.

Em tempos de isolamento social, as redes de relacionamentos virtuais são ainda mais utilizadas pelos pretensos pré-candidatos. Caumo, por exemplo, vem optando pela realização de transmissões ao vivo todos os dias para falar sobre o problema do novo vírus. Uma estratégia que lhe garante alta interação com o público. Só nessa última semana, foram quase 100 mil pessoas interagindo nas postagens do prefeito.

O vereador Carlos Ranzi (MDB), o parlamentar mais votado em 2016, possui o maior número de postagens na semana. Foram 25 contra as 21 de Marcelo Caumo, o segundo colocado. Entretanto, a estratégia do emedebista não vem dando retorno suficiente no quesito “interação”, talvez o mais importante em um ano eleitoral – ou o mais danoso, dependendo do tema da postagem.

Já a Delegada Márcia Scherer (MDB), a “adversária interna” de Carlos Ranzi na corrida pela prefeitura, possui o segundo maior número de seguidores em sua página oficial no Facebook. São mais de 12,2 mil curtidas, mas com um baixo índice de postagem e interação, o que resultou no mais baixo percentual de crescimento durante a semana – apenas 0,1%.

Muitos políticos estão correndo atrás da carroça em cidades vizinhas. Em Estrela, Arroio do Meio, Encantado e Teutônia, diversos aspirantes aos principais cargos municipais acordaram tarde para as redes sociais, e os convites começam a chegar aos montes nessas últimas semanas. Outros tantos já estão mais adiantados e dominam a ferramenta. E em tempos de isolamento, isso pode fazer a diferença.


Um PSD mais forte

As últimas horas foram de intensas negociações entre correligionários dos principais partidos de Estrela. Na câmara, o vereador Darlã Bellini (foto) deixa o PSB para se filiar ao PSD, cujo presidente é o empresário Márcio Lehnen. Quem também está “de muda” para o PSD são os suplentes Chicó Lehnen e Maninho da Rosa, ambos do PSDB. Por fim, o presidente da APAE João Schäfer também confirma filiação. Ele é o provável candidato a vice-prefeito pelo PSD, na chapa encabeçada pelo Secretário de Saúde, Elmar Schneider (PTB)


Um PDT mais forte

Em Arroio do Meio, o PDT está se articulando. E as movimentações são de alto impacto no cenário político. Nessa segunda-feira, o atual presidente da Câmara de Vereadores assinou ficha no partido. Luís Both deixa o MDB após ser eleito Chefe do Legislativo com apoio da Oposição. Outro vereador, Kiko Noronha, deixa o PTB para também assinar com o PDT. Com isso, o partido terá três parlamentares no plenário. Quem também está muito próximo da sigla é o ex-vice prefeito, Áurio Scherer.


Vovôs e Vovós em casa!

Sobram-nos opiniões diante do ineditismo dessa tal Covid-19. E eu suponho que uma existe uma pergunta martelando cada prefeito, governador ou Presidente da República: e se eu estiver errado, qual a consequência? É difícil mensurar com exatidão se a abertura parcial do comércio desencadeará uma contaminação em massa. A ciência também não é exata. Muito menos a política. São poucas as certezas. E uma dessas é: Vovôs e Vovós, por favor, vocês precisam ficar em casa!


Campanha sem o MDB!

Vereadores de Lajeado preparam um vídeo institucional sobre o novo coronavírus. A princípio, devem se posicionar sobre as precauções necessárias, e falar sobre a principal polêmica que assola a sociedade lajeadense e mundial: a quarentena e o comércio fechado. Inicialmente, o material teria a participação do MDB. Porém, os emedebistas optaram por não participar, tal como Paulo Tóri (PPL) e Neca Dalmoro (PDT). Com isso, eles querem recuperar a empatia com o empresariado, um público historicamente mais ligado ao PP.


Sem rua coberta!

Alardeada por meses durante boa parte de 2019, a esperada rua coberta de Estrela deve ficar para outro momento. Um dos proponentes da ideia, o vereador e presidente da Câmara de Vereadores, João Braun (PP), avisa que o recurso conquistado para o empreendimento – cerca de R$ 250 mil – será realocado para a área da saúde municipal. a ideia era realizar a obra na Rua Fernando Abott, o tradicional “Calçadão” no centro da cidade.