opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Rezem em casa!

Por

Vale do Taquari

O Presidente da República avisou em campanha: “Deus acima de todos”. A confusão entre Estado e igreja durante o período pré-eleitoral era um prenúncio de decisões pitorescas mais adiantes. Em meio a uma ameaça real de pandemia mundial, e contrariando especialistas na área da saúde, Jair Bolsonaro atende aos pedidos de quem o apoiou fielmente. Ontem, ele liberou os cultos religiosos e recebeu a benção dos pastores.

Gerou efeito cascata no Vale do Taquari. O prefeito de Encantado, Adroaldo Conzatti, assinou novo decreto e inclui a novidade. Com isso, as instituições religiosas de todos os credos poderão abrir as portas. O decreto cita a necessidade de obedecer às determinações do Ministério da Saúde – evitar aglomerações, por exemplo. Mesmo assim, me parece um risco desnecessário, principalmente em função do público alvo dos empreendimentos.


Eleições proteladas!

Ontem, no programa Frente e Verso da Rádio A Hora 102.9, o senador Lasier Martins (Podemos) foi questionado sobre a possibilidade de suspensão do pleito municipal de outubro. O debate aquece nos bastidores do congresso federal, mas é tratado com prudência entre boa parte dos grandes partidos políticos. Para o Senador, a solução mais adequada é adiar as eleições até dezembro.

A sugestão dele é realizar o primeiro turno no dia 6 de dezembro. Já o segundo turno seria em 20 de dezembro. Por outro lado, muitos deputados e senadores defendem a suspensão das eleições municipais e a posterior unificação com o pleito federal, marcado para 2020. Com isso, o eleitor decidiria de uma só vez pelo novo prefeito, vereadores, deputados, governadores e presidente.


Solidariedade

Com tantos voluntários buscando recursos para o bem comum, é inevitável questionar se algumas entidades públicas também contribuirão neste sentido. Câmaras de Vereadores, por exemplo, poderiam antecipar aquela histórica e simbólica “devolução” de valores ao Executivo, geralmente realizada no fim do mandato dos presidentes. É um recurso que auxiliaria e muito no combate ao novo coronavírus.

Solidariedade II

Em poucos dias, o Hospital Ouro Branco de Teutônia (foto) recebeu diversas doações. Álcool gel; macacões de proteção individual; máscaras e pares de luvas; respiradores mecânicos; óculos de segurança e proteção individual; desinfetante de amplo espectro de ação e sabonetes neutro; cápsulas de café para os profissionais de saúde; lixeiras especiais para ambiente hospitalar; e máscaras faciais confeccionadas em impressoras 3D.

Solidariedade III

Também seguem as campanhas de arrecadação de recursos para eventuais vítimas de todo o caos gerado pelo Covid-19. Pelo site Vakinha.com é possível auxiliar a campanha aberta pelo engenheiro Robledo Müller, denominada “Lajeado contra o Coronavírus”. Já o Fórum das O Fórum das Entidades Empresariais e Sociais criou a campanha “Vale do Taquari contra o Coronavírus”, e o apoio pode ser feito por meio do site Abaca$hi.


Esgotamento

O vídeo gravado na manhã de ontem demonstrou um prefeito Marcelo Caumo cansado. Desde o início deste processo de quarentena e decreto, o chefe do Executivo de Lajeado vem sendo pressionado por diferentes líderes de setores da economia. A economia precisa ser abastecida, e isso é uma obviedade. Mas o risco de uma eventual reabertura de determinados empreendimentos gerar um agravo na situação do Covid-19 não sai da cabeça do prefeito e seus comandados. É de perder o sono!


PTB perde nomes para PV e PRB

Sem muito alarde, as movimentações internas entre os partidos políticos da região continuam durante o caos instaurado pelo novo coronavírus. Em Estrela, por exemplo, Élio Jair Kunzler (PTB) está praticamente acertado com o Partido Verde (PV). A sigla também deve receber em breve o suplente de vereador Antônio de Castro (PTB). No mesmo município, o Pastor José Alves (PTB), atual Secretaria do Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth), vai para o PRB. Já o filho dele, Silas, está próximo de assinar com o PV para concorrer a vereador.


O MP e o Covid-19

O Ministério Público está acompanhando de perto os decretos municipais referentes ao novo coronavírus. São diversos procedimentos administrativos abertos nas comarcas da região para, entre outros, acompanhar o cumprimento das restrições impostas. Essa intervenção do MP vem ocorrendo, por exemplo, nos municípios de Ilópolis, Teutônia, Putinga e Arvorezinha.


De olho no Esporte

Everton Giovanella está de fato embarcando na política municipal em Lajeado. Conforme antecipamos, o ex-jogador de futebol profissional assinou com o Partido Liberal (PL), sob o intermédio da Coordenadora Regional da sigla, Renata Becker.

Na principal cidade do Vale do Taquari, o PL deverá ser parceiro do atual prefeito Marcelo Caumo (PP)na busca pela reeleição do Progressista.

E com extensa experiência na área esportiva, Giovanella já é cotado para coordenar este setor em caso de vitória nas urnas.