Vale do Taquari

Poucas entidades se inscreveram no concurso Vida+Viva

O prazo de inscrição para o Concurso Cultural Vida+Viva sem Álcool encerra nesta sexta-feira, 24. Em sua 5ª edição, o programa oferece ajuda de custo de até R$ 300 às entidades participantes. A premiação pode chegar a R$ 1.050.

Por

Poucas entidades se inscreveram no concurso Vida+Viva

O prazo de inscrição para o Concurso Cultural Vida+Viva sem Álcool encerra nesta sexta-feira, 24. Em sua 5ª edição, o programa oferece ajuda de custo de até R$ 300 às entidades participantes. A premiação pode chegar a R$ 1.050.
 
Expectativa da equipe diretiva é chegar a 40 inscrições nas quatro categorias: dança, música, teatro e vídeo. Até a tarde de ontem, 22, haviam sido registradas 18 inscrições. “Acreditamos que há quem deixou para se inscrever nos últimos dias. No ano passado, participaram 28 entidades”, ressalta o promotor de Justiça e coordenador do programa, Neidemar Fachinetto.
 
Ele informa que nessa primeira fase os participantes precisam apresentar apenas uma prévia do projeto a ser executado. Ressalta ainda a possibilidade de participação de instituições de ensino e organizações sociais que atuem com crianças na região da 3ª CRE.
 
[bloco 1]
“O público-alvo são escolas, mas entidades como CTGs, escolinhas de futebol e grupos de jovens também podem se inscrever com o CNPJ desde que haja crianças e adolescentes nas apresentações”, esclarece.
 
Executado pela Associação Lajeadense Pró-Segurança Pública (ALSEPRO), o concurso cultural chega a 5ª edição e tem como finalidade refletir e prevenir sobre o consumo de álcool por crianças e adolescentes, além de promover alternativas culturais à população.
 
A ficha de inscrição e mais informações podem ser obtidas no site www.vidamaisviva.org.br/
 

Próximos passos

Após o período de inscrição, projetos selecionados passam por uma capacitação de 29 de maio a 11 de junho. A homologação das inscrições está prevista para 17 de junho a 19 de julho. No dia 17 de outubro, o concurso é concluído, com as apresentações no auditório do prédio 7 da Univates.
 
 
 

FÁBIO KUHN – fabiokuhn@jornalahora.inf.br