Tênis de mesa

Esporte familiar

Com participantes de 8 a 57 anos, equipe Tênis de Mesa Lajeado ganha espaço na região. Neste domingo são os anfitriões da segunda etapa do Campeonato Estadual, que será disputado no Parque do Imigrante, a partir das 8h

Por

Esporte familiar

Índices da Federação Internacional de Tênis de Mesa mostram que o esporte conta com 300 milhões de praticantes ocasionais e 40 milhões de competidores. Em Lajeado, o Tênis de Mesa Lajeado é responsável por difundir a modalidade no Vale do Taquari.
Com quase três anos de fundação, o grupo integra jovens, adultos e muitas famílias. Leticia Muhlbieier, 12, começou no esporte incentivado pelo pai que é praticante a mais tempo. “Minha maior conquista é o aprendizado, melhorei minha coordenação motora e o jeito de pensar. O esporte ajuda a tomar decisões rápidas”.
Com 41 anos, Lionor Muhlbieier pratica tênis de mesa desde os 35 anos. Ele sempre gostou, pois o esporte é familiar e não tem contato físico. “É uma modalidade que tu pode se divertir em família”, conta.
Muhlbieier relata que o esporte ajudou na recuperação física. No passado, sofreu uma lesão grave no braço, sendo obrigado a por uma prótese no cotovelo. “Graças ao esporte, estou com os movimentos do braço recuperado.”
Já Mateus Schaefer, 13, começou a praticar no ano passado. “Ele me ajudou a melhorar os reflexos, agilidade e raciocínio. É um meio de praticar uma atividade física.” Para o campeonato a expectativa é grande. “Quero ir melhor que o ano passado, estou preparado para isso”.
 

Precursor da modalidade

Carlos Heyman, 43, foi o responsável por trazer o esporte a Lajeado. Natural de Porto Alegre, conta que na infância praticou inúmeros esportes, como judô, futebol e handebol, mas as seguidas lesões o levaram ao tênis de mesa. “Meu pai foi fundador da Federação Gaúcha de Tênis de Mesa e me incentivou a seguir na modalidade.”
Heyman conta que o esporte o ajudou na concentração, foco, raciocínio e reflexos. “Fui campeão em todas as categorias e o número um do Estado por sete anos.”
Os treinos ocorrem no EC Americano Coroas, todas as terças-feiras e sextas-feiras sempre das 19h30min às 21h30min. Interessados podem contatar pelo Facebook: tênis de mesa Lajeado ou pelo 9 9136-7491. “As aulas iniciais são gratuitas”, relata.
 

Campeonato Estadual

Neste domingo, o Parque do Imigrante recebe a segunda etapa do Campeonato Estadual de Tênis de Mesa. 105 atletas de todo o RS disputam o torneio. A equipe de Lajeado estará representada em quase todas as categorias. A exceção será na feminina.
O torneio inicia às 8h e se estende até às 18h. Os inscritos nas categorias iniciantes jogam em três sets. Já os federados em melhor de cinco sets. A competição terá a presença do treinador da Seleção Brasileira de Menores.
A competição é aberta ao público que quer assistir, basta apenas informar na portaria que quer prestigiar o evento.
 

Diferença entre Ping Pong e Tênis de Mesa

Apesar de serem praticamente iguais na hora de jogar, existem algumas diferenças entre os dois jogos. Começando pela principal diferença: o tênis de mesa é considerado um esporte e o ping-pong uma atividade recreativa. As outras distinções ficam por conta dos materiais usados e das regras de jogo.
No ping-pong, você compra a raquete e ela já vem pronta para o jogo. Algumas possuem até EVA em um dos lados. Porém, no tênis de mesa você compra a raquete, a borracha e a cola para, então, montar a raquete. Além do mais, a borracha precisa ser certificada pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF). Outra questão é que a madeira e o formato da raquete também precisam seguir um padrão exigido pela ITTF. A bolinha do ping-pong é mais pesada que a do tênis de mesa.
 


 

EZEQUIEL NEITZKE – ezequiel@jornalahora.inf.br