Santa Clara do Sul

Prédio histórico abrigará parque agroecológico

Objetivo é resgatara história e usar o imóvel para ações sociais e culturais

Por

Prédio histórico abrigará parque agroecológico

Um dos locais com maior riqueza cultural e histórica de Santa Clara do Sul, a antiga área de beneficiamento de fumo localizada em Picada Santa Clara, interior do município, será adquirida e reformada pelo governo municipal. Na semana passada, a câmara de vereadores aprovou o projeto que autoriza o Executivo a abrir crédito suplementar de até R$ 430 mil visando à compra do imóvel. Em dezembro de 2018, o Executivo já havia declarado o local como utilidade pública.
 
A área será reformada e transformada num espaço que receberá ações e investimentos voltados ao programa Santa Clara Mais Saudável, além de futuros projetos sociais e culturais. Entre os propósitos está a implantação de um parque agroecológico no local visando ao beneficiamento dos alimentos orgânicos produzidos no município.
 
A proposta de compra é de R$ 450 mil, cujo valor foi aprovado pela proprietária Rosângela Ruschel e pela Comissão de Avaliação de Imóveis do município. A área tem mais de 2,1 hectares, onde estão localizados o prédio da antiga fumageira e outros imóveis.
 
Gilmar Hermes (PTB) enalteceu a aquisição da área. Segundo ele, essa é a melhor compra que o governo fez até o momento. “Fico muito feliz com o projeto aprovado. Trata-se de um espaço enorme que poderá ser utilizado para várias finalidades. Além disso, está muito bem situado, com asfalto até em frente ao prédio”, frisou.
 
Hermes salientou que um dos objetivos é transformar parte da área num espaço para a instalação de agroindústrias. Destacou, ainda, a possibilidade do local ser utilizado para diversos outros fins, como museu e casa de cultura. “O prefeito e toda a equipe estão de parabéns por preservarem e valorizarem a cultura e a história do nosso município. Trata-se de um valor baixo levando em conta o tamanho que a estrutura tem”, observou.
 
Helena Herrmann (MDB) também ressaltou o projeto. “Fico muito feliz pela aquisição dessa área histórica. É uma valorização do nosso interior, estimulando a permanência das pessoas na zona rural. A compra vai ser importante para todos”, disse.