Notícia

“O ciclismo é uma inspiração”

Moradora de Estrela, Meline da Silva, 33, faz do ciclismo um estilo de vida. Lamenta a falta de estrutura na região para o desenvolvimento do esporte   Como surgiu e o que representa o ciclismo na sua vida? O ciclismo…

Por

“O ciclismo é uma inspiração”

Moradora de Estrela, Meline da Silva, 33, faz do ciclismo um estilo de vida. Lamenta a falta de estrutura na região para o desenvolvimento do esporte

 
Como surgiu e o que representa o ciclismo na sua vida?
O ciclismo surgiu na minha vida através de um convite feito por uma amiga. Resolvi comprar uma bicicleta de passeio e entrei em grupos de pedal. Acabei me identificando muito que fui obrigada a trocar de bike para poder acompanhar o pessoal em eventos.
 
Há quanto tempo pedala?
Faz quatro anos que estou pedalando e, pra mim, o ciclismo é uma inspiração, um estilo de vida. Tenho uma filosofia que tenho que aproveitar o máximo o dia, então o ciclismo me proporciona isso. Posso conhecer lugares diferentes, outras pessoas, ter esse espírito de liberdade e conexão comigo mesmo quando estou pedalando. Ele me proporciona prazer e uma prática de esporte ao mesmo tempo. Não é o esporte como obrigação e sim como prazer.
 
Quais os benefícios da atividade?
Os benefícios são muitos. Além de nos sentir motivados, você acaba conhecendo outras pessoas, lugares novos. Outro ponto positivo é que o esporte te ajuda não apenas fisicamente, mas mensalmente.
 
Como era a Meline antes do ciclismo e como ela é hoje?
Antes do ciclismo, era uma pessoa mais acomodada. Praticava exercícios, mas não com tanta motivação como tenho hoje. Para mim, é um prazer enorme estar praticando e me desafiando a cada pedalada. O ciclismo motiva a me desafiar, superar os meus limites. É uma satisfação muito grande. Nunca gostei de competir, tanto é que sempre participei de eventos, mais para conhecer lugares novos, do que competir. Competição nunca foi meu foco, sempre foi passeio, estar interagindo entre amigos e fazer novos amigos.
 
Como avalia a estrutura para o ciclismo na região?
Gostaria muito de estar indo para o trabalho de bike, mas ainda sinto uma precariedade muito grande nas vias para os ciclistas. Se o governo estimulasse mais, se a cidade tivesse uma estrutura para o ciclista, as pessoas estariam mais motivadas para praticar o esporte. Sinto uma certa insegurança de usar a bike em horários de movimento para ir ao trabalho, por isso não vou. Senão, usaria ela como meu meio de transporte.
 
O que pode ser feito para estimular o uso da bicicleta?
Eu e uma amiga fizemos o circuito europeu em Santa Catarina, em fevereiro. Lá sentimos que tem um preparo maior para receber os ciclistas. Acho que aqui precisamos disso. Já teve uma tentativa em Lajeado de se fazer algo parecido, mas não funcionou. Hoje se você transitar, muitas ciclofaixas têm carros estacionados por cima. Acho que o governo tinha que se atinar mais para isso, até para estimular a qualidade de vida e a saúde das pessoas. Com isso, elas se sentiriam mais seguras e estimuladas praticando o esporte.
 

EZEQUIEL NEITZKE – ezequiel@jornalahora.inf.brB