ESTÚDIO A HORA - CONTEÚDO PARA MARCAS

Efeitos climáticos impulsionam procura por seguro residencial

Coberturas incluem proteção de incêndio, queda de raio, explosão, dano elétrico, responsabilidade civil e roubo

Por

Efeitos climáticos impulsionam procura por seguro residencial
Vale do Taquari

Com a chegada do verão, se intensificam as ocorrências de temporais, acompanhados de granizo e vento forte. Embora, em muitos casos, ainda prevaleça a cultura do “nunca vai acontecer comigo” fenômenos climáticos recentes mais acentuados, alguns inéditos na região, têm feito às pessoas repensarem seus conceitos.

Conforme o gerente de desenvolvimento da Poolseg Corretora de Seguros, de Teutônia, Vinicius Scheeren, o aumento da percepção de risco tem impulsionado a venda de seguro residencial, que assegura a reposição financeira dos prejuízos oriundos de sinistros como vendavais, incêndios, danos elétricos, impacto de veículos ou quebra de vidros que podem causar danos tanto à estrutura da residência quanto aos bens nela contidos. “A casa é um dos nossos bens mais valiosos. Muitas vezes levamos uma vida para construir e basta um evento inesperado para perdermos tudo”, observa.

Scheeren justifica o crescimento do setor devido aos constantes vendavais e tempestades na região. O fato de o Brasil ser o país com maior incidência de raios, com prejuízos tanto nas estruturas das residências como danos elétricos nos bens, como eletrodomésticos, e a falta de segurança deixa mais claro o risco e a vulnerabilidade aos quais a população está exposta.

As coberturas principais cobrem perdas em casos de incêndio, raio, explosão e vendaval. Ainda existem opções adicionais para custear danos elétricos a equipamentos originados de surtos na rede elétrica, furto e roubo de bens ou ainda de responsabilidade civil familiar para danos a terceiros cuja causa seja de responsabilidade do proprietário do imóvel.

Muitas seguradoras ainda oferecem um leque de assistências como limpeza de ar-condicionado, manutenções hidráulicas e elétricas, chaveiro, entre outras. Scheeren chama atenção para algumas exclusões, para as quais não haverá cobertura. “Em caso de vendaval, os toldos não estão assegurados, nem o dinheiro ou as joias guardadas em casa, quando são roubadas, por exemplo”, explica.

14_AHORA

Planos a partir de R$ 1

Segundo o supervisor Josenei Magalski, cada seguradora tem pacote de assistência, incluindo reparos hidráulicos, elétricos, chaveiro e desentupimentos. Para enchente provocada por água da chuva, rio, mar, lago, represa ou adutora, não há amparo, salvo quando provocada por vendaval ou granizo, explica.

Cita a possibilidade de contratar uma cobertura para danos materiais provocados pelo transbordamento acidental de água proveniente de banheiras, tanques, pias, bebedouros, filtro e máquinas de lavar. “Mas estas precisam pertencer ao imóvel assegurado”, observa. Ainda é possível adquirir uma apólice para danos causados por rompimento de tubulações de terceiros.

Outro detalhe importante destacado por Magalski é a condição para a aceitação e precificação do risco. As seguradoras analisam a localização, a ocupação (habitual ou veraneio) e o tipo de construção (madeira ou alvenaria, considerando o estado de conservação do imóvel), além dos itens adicionais contratados. “Estes fatores podem limitar ou restringir determinadas coberturas. Importante é buscar auxílio de um corretor para receber a melhor orientação”, ensina.

É possível criar planos em que por menos de R$ 1 por dia o cliente pode proteger seu patrimônio. Mas o preço altera conforme o valor a ser contratado. Pode ser pago em até 6x sem juros ou em até 10x por boleto, débito em conta ou cartão de crédito.

Modelos distintos

Cristina Wahlbrink, gerente de operações, explica as diferenças entre o seguro de condomínios, casas ou mesmo apartamentos. No primeiro caso, o imóvel está assegurado contra incêndio, queda de raio, explosão, queda de aeronaves e fumaça. “Inexiste cobertura para os bens dos condôminos. Para ter esse benefícios, é necessário fazer o seguro individual de cada apartamento.”

Também garante a indenização de danos a veículos causados por portões automáticos e queda de objetos (responsabilidade civil guarda de veículos de terceiros ou portões automáticos). Protege contra danos decorrentes de sinistro amparado pela cobertura de responsabilidade civil e síndico – que prevê reembolso das quantias pelas quais o síndico vier a ser responsável, no caso de causar danos a terceiros (responsabilidade civil danos morais) e cobertura para fachadas externas envidraçadas, caso algum reparo seja necessário.

Já o seguro residencial oferece um leque bem mais amplo – incêndio, queda de raio, explosão e implosão. Além disso, caso a residência sofra danos devido aos acidentes mencionados, o seguro se responsabilizará pelo pagamento de aluguel durante a reconstrução do imóvel danificado, explica.

Apresentado por: Poolseg | Produzido por: Estúdio A Hora