Município projeta instalação de sistema rotativo

Notícia

Município projeta instalação de sistema rotativo

Por

Em dez anos, a frota de veícu­los no município duplicou. De 10 mil passou para mais de 20 mil. Com o aumento, vagas de estacionamento ficaram escassas. Motoristas reclamam da falta de espaço, em especial no cen­tro e em ruas próximas. Em frente de lojas e agência bancárias é difícil estacionar.

Com uma população aproximada de 32 mil, o município tem uma mé­dia de 0,6 veículo por habitante – se­gundo dados do Sistema de Registro Nacional de Veículos Automotores.a

Os locais com maior tráfego se concentram nas ruas Júlio de Cas­tilhos, Tiradentes e Fernando Abott. Criar novos pontos é inviável. Hoje são cerca de 1,5 mil vagas para car­ros e motocicletas nas três ruas.

Segundo o diretor do Departa­mento de Trânsito Municipal (De­tram), Laone Heiermann, a admi­nistração municipal desenvolve um projeto para implantar o siste­ma rotativo em 2012. A experiência será implantada em duas quadras próximas à Praça Menna Barreto.

O estacionamento será gratuito, mas não está descartada a cobran­ça. “Queremos evitar que as pessoas deixem os veículos no mesmo lugar durante todo o dia.”

Para motoristas que precisam ir ao centro, a falta de lugar para es­tacionar irrita. O aposentado Mar­no Fangmeier, morador do bairro Oriental, diz que quando precisa ir ao banco tem de deixar o carro mais longe.

Na opinião de Miriam Guima­rães, falta transporte coletivo. “As­sim não precisaríamos vir ao centro de carro”. Ela teme a instalação do sistema rotativo devido aos custos.

Conscientização

O Detram e a Câmara de Diri­gentes Lojistas (CDL) querem cons­cientizar lojistas e trabalhadores do comércio para deixar os veí­culos estacionados em ruas para­lelas, liberando as vagas para os clientes.

Conforme o presidente da CDL, Israel Scheibel, a falta de vagas representa prejuízo às lojas. Favo­rável ao sistema rotativo, ele diz que foram feitos contatos com os comerciantes para tentar mudar a situação.

De acordo com levantamento do Detram, nas três ruas principais circulam, em média, 7 mil veículos por dia.

Demarcação de vagas

No primeiro semestre deste ano, a administração inves­tiu R$ 16 mil para demarcar áreas de estacionamento.

Com uma dimensão má­xima de cinco metros para cada veículo, estima-se que houve 30% de aumento nas vagas. De acordo com Heier­mann, a limitação do espaço faz com que o Executivo tenha de investir na demarcação de outros locais para o estacio­namento.