Faltam interessados em construir pavilhão

Notícia

Faltam interessados em construir pavilhão

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

Previsto para ser cons­truído no bairro San­to Antônio, atendendo anseio dos catadores de lixo da cidade, a constru­ção do galpão de triagem de lixo enfrenta dificuldades para sair do papel. A admi­nistração municipal licitou a obra, mas nenhuma empresa se interessou em participar.

O pavilhão ficará na rua Eugênia Christ, e o projeto foi aprovado pelo Legislativo na semana passada. Serão investidos R$ 309 mil de re­cursos federais e R$ 81 mil do município. A verba será utili­zada para construção de um pavilhão com 600 metros qua­drados, equipado com prensa, empilhadeira e refeitório.a

Segundo a secretária de Meio Ambiente, Simone Sch­neider, as empresas retiraram suas propostas. “Elas acha­ram complicado construir e equipar o pavilhão.” Para re­solver a situação, o Executivo lançará duas licitações. Uma será para construção da es­trutura, e outra para equipar o ambiente.

Simome acredita que o espa­ço será suficiente para atender os catadores que trabalham em Lajeado. Deverá ser for­mada uma cooperativa, pos­sibilitando a venda direta dos produtos, sem interferência de receptores. Com isto, mate­riais vendidos por R$ 0,15 no comércio informal poderá ser negociado a R$ 0,80 como coo­perativa, pois a venda é feita direta às empresas.

Catadores precisam se inscrever

Até o momento, cem profis­sionais informais já se inscre­veram para o trabalho junto ao Executivo. No entanto, muitos sequer sabem do pro­jeto. Trabalhando há mais de 25 anos como catador de lixo, Adão Dorneles, 55, re­aliza a triagem do material recolhido em um terreno às margens da ERS-130. O pe­rigo é constante. Mais de dez famílias vivem em casebres construídos em meio ao lixo. É constante o movimento de crianças na rodovia.

Dorneles lamenta a situa­ção, espera melhorar de vida com a construção do galpão e a possibilidade de trabalhar em uma cooperativa. “Sem equipamentos nossos produ­tos não valem muito. Quem lucra são os outros.”

Acompanhe
nossas
redes sociais