Quinze candidatos  confirmam candidatura

Notícia

Quinze candidatos confirmam candidatura

Por

Gustavo Adolfo 2 - Lateral vertical - Final vertical

O prazo para os partidos con­firmarem seus candidatos a deputado es­tadual e federal encerra-se no dia 30 de junho. Desistências e lançamentos de novos nomes têm movimentado os partidos nos últimos dias. No entanto, os 246 mil elei­tores do Vale do Taquari não deverão ter surpresas na reta final. Até o momento 14 candidatos confirmaram suas candidaturas para as eleições e a maioria desses são divulgados na mídia há mais tempo. Flávio Ferri (PMDB), que teve seu nome divulgado como candida­to esta semana, descarta a possibilidade de concorrer à Assembleia Legislativa.

politicaPara deputado federal haverá três candidatos – El­mar Schneider (PMDB), de Estrela; Enio Bacci (PDT), de Lajeado; e Marquinho Lang (DEM), de Bom Retiro do Sul; e Valter da Rosa (PCdoB). Para deputado es­tadual 12 pessoas concorrem, entre eles: ex-deputados, ad­vogados, ex-prefeito, secre­tário municipal, vereadores e presidentes de instituições (confira box).

Para o deputado federal Enio Bacci, que concorre ao quinto mandato, é im­portante que as pessoas votem nos candidatos de sua região, porque são eles que trazem os recursos para as cidades menores. “É preciso votar nos mais fortes para conseguir colocar alguém na assembleia”, alega. Ele acredita que a repartição de votos entre três candidatos federais e 12 estaduais deixa todos os enfraquecidos e com poucos pontos relacio­nados a outras regiões e até mesmo ao estado.

Ferri descarta candidatura

Depois de Líria Jacques e Antônio Chiamulera te­rem recusado, o advoga­do Flávio Ferri também descartou o convite para candidatura estadual feito na semana passada pelo partido PMDB. Para ele, o Legislativo não é mais um sonho. Ferri reforça que é preciso votar em um candidato da região, mas que não seja ele. “Estou procurando com o partido um nome para o PMDB”, relata. Conforme o coordenador regional do PMDB, Moacir Lanzini, o partido possui uma re­gulamentação interna em que cidades com mais de 50 mil habitantes devem indicar um candidato a deputado. “Queremos uma pessoa que tenha força no nome e que saiba repre­sentar a região”, diz.

Informações sobre eleições

Neste ano, os eleitores terão que decorar numerações para seis cargos políticos – presi­dente da República; gover­nador; senador; e deputados federais, estaduais e distritais. O primeiro turno será no dia 3 de outubro. Caso nenhum candidato a presidente da República ou a governador obtenha a maioria absoluta dos votos, haverá segundo turno no dia 31 do mesmo mês.

A propaganda eleitoral será permitida a partir de 6 de julho. A distribuição de material de propaganda política poderá ser feita até o dia 2 de outubro, assim como a realização de carreatas e passeatas. A propaganda paga na imprensa escrita só poderá ser divulgada até 1º de outu­bro. Debates e propaganda em páginas institucionais na internet poderão ocorrer até 30 de setembro. No dia 17 de agosto – 47 dias da eleição – começa a veiculação da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão e ter­minará no dia 30 de setembro, três dias antes do primeiro turno da eleição

Acompanhe
nossas
redes sociais